Viagem: Como calcular o real valor de uma viagem

Viagem: Como calcular o real valor de uma viagem

Viajar é preciso, já dizia o poeta. Mas conhecer o real valor de uma viagem, financeiramente falando, pode tornar a experiência ainda mais satisfatória, afinal poucos de nós pode se dar ao luxo de preparar uma mala e sair por aí, sem rumo.

Ao contrário do que algumas pessoas possam imaginar, o custo de um passeio vai muito além do preço das passagens (aéreas ou terrestres). Envolve outras variáveis, e cada uma delas tem o poder de tornar a sua viagem um sonho ou um pesadelo financeiro.

Para ensinar como calcular o real valor de uma viagem e o que fazer para tornar esta experiência mais em conta, sem eliminar o prazer do deslocamento, preparamos um texto com tudo o que você precisa fazer antes de viajar.

Depois? Depois é preciso apenas aproveitar cada minuto, curtir a paisagem e guardar o maior número de registros possíveis, na memória e fora dela. Vamos lá?

Como calcular o valor de sua viagem

Controlar a euforia que antecede o passeio é muito difícil em qualquer idade. Mas saber exatamente qual o real valor de uma viagem, financeiramente falando, também não é tarefa fácil.

Seja pela ansiedade ou inexperiência, muitas pessoas acabam tendo prejuízos com uma viagem tão esperada, exatamente por não saber o que levar em conta na hora do planejamento.

Para não cair nesta armadilha é preciso saber onde seu dinheiro será gasto em cada etapa da viagem. Para isso, vale conhecer o custo de cada um destes elementos:

Deslocamento

Para conhecer o real valor de uma viagem é preciso saber como será feito o deslocamento entre sua cidade natal e o local de destino. Vai de ônibus, avião, carro? Cada um destes meios de transporte tem um custo diferente.

No caso de uma viagem de avião será necessário colocar no papel o preço da passagem, a classe, dia e horário da partida e, principalmente, o destino escolhido.

Para viagens de ônibus precisa ser levado em conta a empresa que fará o trajeto, dia de partida e destino escolhido.

Agora, se decidir viajar de carro, calcule o gasto com a revisão do veículo, combustível e pedágio.

Passaporte e vistos

Quem vai visitar outros países precisa calcular o custo com a emissão do passaporte e a liberação do visto necessário para entrar no país. Cada um destes documentos possui um custo diferente, e deve ser solicitado em tempo hábil.

Hospedagem

Ao calcular o real valor de uma viagem leve em consideração o custo com hospedagem. Os preços cobrados por hostels, hotéis, pousadas, casas de veraneio ou apartamentos de temporada variam muito de acordo com o destino, temporada e estrutura do empreendimento.

Neste quesito é fundamental levar em conta também os serviços oferecidos. Contabilize o custo do serviço de quarto (caso esteja em hotéis, hostels ou pousadas) ou quanto terá de gastar para prover suas refeições se sua opção for um apartamento ou casa de temporada.

Seguro viagem

Relegado por alguns, o seguro viagem é um item de extrema importância, pois garante a proteção aos turistas caso ocorra algum acidente ou doença que o incapacite durante este período.

Aliás, para alguns países (União Europeia, por exemplo), não possuir este serviço contratado pode representar a negativa de sua entrada, mesmo com visto e todo o pacote comprado em mãos.

Transporte

Outro fator que pode influenciar o real valor de uma viagem é o custo com transporte dentro da cidade ou país que irá visitar. Vai utilizar um carro alugado, taxi, ônibus, metrô? Cada um destes meios tem seus próprios custos.

No caso de carros alugados, é necessário considerar, além do custo do aluguel em si, o valor gasto com gasolina, estacionamento e eventuais pedágios existentes na cidade ou nos arredores.

O uso do táxi requer atenção ao preço da corrida e os horários em que o serviço pode ser mais caro ou mais barato.

Já no caso do transporte público é preciso saber onde adquirir a passagem e verificar se existe algum tipo de pacote com preço diferenciado para turistas.

Alimentação

Um dos itens mais difíceis de planejar, os custos com alimentação podem trazer grande impacto ao real valor de uma viagem.

Embora determinar o montante exato que será gasto com comida durante o período em que estiver viajando, conhecer os preços básicos de restaurantes e lanchonetes que irá visitar no período pode ajudar a determinar esse custo.

Por isso, use a internet a seu favor. Alguns estabelecimentos disponibilizam online os valores de seus pratos principais. E praticamente todas as grandes redes possuem perfis em redes sociais.

Ali é possível encontrar os contatos dos estabelecimentos e descobrir quanto custa cada prato e qual o percentual cobrado pelo serviço, se você decida consumir a refeição no local, ou quanto custa a entrega.

Passeios

Visita a museus, exposições ou até mesmo ir a um show pode aumentar o real valor de uma viagem. Por isso, antes de chegar ao seu destino, faça um mapa com todos os locais que deseja conhecer.

Coloque ali museus, parques, exposições e demais atrações que considere interessantes e verifique o custo de entrada em cada uma delas.

Pesquise também se o local onde irá visitar oferece pacotes temáticos destinados a turistas.

Compras

Fazer uma viagem e não levar nenhum presente para si ou para algum amigo próximo ou familiar é praticamente impossível. Por isso, ao determinar o real valor de uma viagem coloque esse custo no papel.

Faça uma lista com o pretende comprar e, se possível, pesquise antes o custo destes produtos, para que o impacto em sua planilha de gastos seja menor.

Como tornar sua viagem mais barata

Descobrir qual o real valor de uma viagem pode surpreender tanto que algumas pessoas cogitam desistir do passeio, assustados com os custos. Se esse for o seu caso, continue a leitura e veja como tornar a experiência mais barata.

Pesquise o preço das passagens aéreas

A passagem de avião pode elevar e muito o real valor de uma viagem. Para reduzir esse custo faça pesquisas antes de fechar com uma empresa aérea. Simule o valor cobrado em diferentes datas e horários, para saber qual a evolução dos valores em cada época do ano.

Adquira também a passagem com antecedência. Para destinos nacionais, você pode comprar o bilhete três meses antes de sua partida. Já para destinos internacionais, o recomendado é comprar a passagem com seis meses de antecedência.

Se tiver milhas de viagens acumuladas, esse é o momento ideal para utilizá-las, assim você conseguirá baratear ainda mais o custo das passagens.

Prefira o transporte público

Uma boa alternativa para reduzir o real valor de uma viagem é utilizar o transporte público em seu deslocamento durante a viagem. Aproveite o período para andar a pé, assim você não apenas economizará dinheiro como também poderá conhecer melhor o local onde está.

Fuja da alta temporada

Embora a agitação dos turistas que lotam hotéis ou pousadas de praias possa ser contagiante, eles tornam seu passeio ainda mais caro. Por isso, se deseja reduzir o real valor de uma viagem escolha datas fora deste período.

Além de custar menos, viajar na baixa temporada lhe dará a chance de conhecer a rotina real do lugar que está visitando, já que a cidade não estará lotada de turistas.

Monte um roteiro

Aproveite a empolgação que antecede a viagem e monte um roteiro com tudo o que deseja fazer ao chegar até a cidade ou país que irá visitar. Além de reduzir as despesas, você já entrará no clima do passeio.

Calcular o real valor de uma viagem pode ser trabalhoso, mas com os passos que trouxemos aqui essa tarefa pode ser mais simples.