Vai viajar? Confira 4 dicas preciosas sobre câmbio de moedas

Vai viajar? Confira 4 dicas preciosas sobre câmbio de moedas

Organizar uma viagem internacional exige atenção aos detalhes burocráticos, que vão desde a compra das passagens, separação de documentos até chegar ao câmbio de moedas. Planejar sua rotina financeira em outro país é necessário para que não haja imprevistos que venham a transformar aquela viagem dos sonhos em um pesadelo.

Porém, quando falamos em câmbio de moedas, ou seja, em compra ou venda de moeda estrangeira, sempre surgem algumas dúvidas. Para tentar esclarecer alguns dos principais questionamentos sobre câmbio, selecionamos as 4 perguntas mais frequentes por viajantes.

1. Onde comprar moedas estrangeiras?

Todos os bancos nacionais oferecem o serviço de câmbio aos seus correntistas. Outra opção muito comum é procurar por uma casa de câmbio instalada em sua cidade, agências de viagem ou no aeroporto.

Procure sempre saber sobre a idoneidade do local onde pretende realizar a compra ou venda de moedas. Assim, você evita cotações muito acima ou muito abaixo do mercado e o recebimento de notas falsas.

Apesar de haver uma cotação base, além do IOF, implementado pelo Banco Central — que movimenta o câmbio de moedas — há variações de valores, taxas e porcentagens de um banco para outro e de uma casa de câmbio para outra. Por isso, pesquise sempre antes de realizar sua movimentação.

Outra opção para quem deseja fugir do temido IOF é realizar essa compra ao chegar ao país de destino. Atente-se, porém, em saber se o país aceita o real como moeda de troca, quais as casas de câmbio indicadas pelo consulado do país e qual o valor máximo por vez para trocar.

2. Quais as diferenças entre dólar comercial e turismo?

O dólar comercial é aquele utilizado por empresas, instituições financeiras e comércio para executar grandes transações que envolvam a importação e exportação de mercadorias. Suas taxas, em geral, são menores e também são usadas no caso de empréstimos bancários solicitados por brasileiros residentes em outros países.

Já o dólar turismo, que apresenta taxas maiores, é utilizado para realizar compra e venda de passagens aéreas, compras no exterior, compras online em lojas estrangeiras e compra de dólares estrangeiras para viagens.

3. Por que há variação nos valores de compra e venda de moedas?

Muitas pessoas se confundem quando precisam comprar moeda estrangeira pela primeira vez, pois, apesar de você ir ao banco para comprar, o valor cobrado é o de venda. Já quando você retorna de uma viagem com dinheiro sobrando e prefere converter o valor para real, receberá o valor correspondente às taxas de compra.

Isso acontece porque são os bancos e casas cambiárias que estão comprando ou vendendo a moeda para o consumidor. E, sim, você vai comprar a moeda pelo preço mais alto de venda e vender pelo valor mais baixo de compra.

Então, se você pagou R$ 3,80 no dólar, por exemplo, você não conseguirá vender pelo mesmo valor. Mesmo sendo na mesma instituição.

4. Qual o valor máximo, em espécie, permitido em uma viagem?

O valor limite em espécie, com o qual um viajante pode entrar em outro país sem precisar declarar junto à Receita Federal, é equivalente a R$ 10 mil (dez mil reais). Essa quantia vale tanto para quem pretende levar o dinheiro já na moeda local do destino, como para quem pretende trocar ao chegar no país.

Vale lembrar que não há necessidade de levar todo o valor em espécie durante uma viagem. Por questões de segurança, é indicado sempre levar uma parte em dinheiro vivo e outra em cartão. Tanto as casas cambiárias como os bancos oferecem a opção do cartão pré-pago, no qual você pode colocar um determinado valor de crédito e usar normalmente em diversos pontos comerciais.

Os valores de compra, venda e até mesmo do IOF cobrado em operações financeiras varia muito conforme a situação econômica do país. Por isso, para quem está planejando uma viagem em médio ou longo prazo, o ideal é sempre ficar atento quanto à cotação do dólar turismo e, assim, comprá-lo aos poucos sempre que seu valor de mercado estiver baixo.

Conseguimos responder suas dúvidas quanto ao câmbio de moedas? Tem alguma dica ou quer compartilhar sua experiência? Deixe um comentário!

//]]>