Tabela FIPE: Você sabe o que é a Tabela FIPE?

Tabela FIPE: Você sabe o que é a Tabela FIPE?

Comprar um carro usado pode ser uma maneira muito interessante de conseguir um automóvel, por um valor bem abaixo do que é praticado para os carros novos.

Além disso, é possível, por exemplo, adquirir um carro de classe superior usado, por um valor semelhante, ou mesmo inferior, ao que seria pago por um carro inferior, porém novo.

No ano de 2016, no Brasil, foram vendidos cerca de 13 milhões de carros usados. Porém, em um mercado tão grande, ao qual o produto vendido tem um valor elevado, definir o preço de venda pode ser uma tarefa muito complicada.

Uma forma muito comum de definir estes valores é utilizar a famosa “Tabela Fipe”.

Mas afinal, você sabe o que Tabela Fipe?

Apesar de ser muito comum, a composição da tabela, bem como os parâmetros que ela leva em consideração são pouco conhecidos pela maioria dos brasileiros.

Neste artigo, iremos explicar a você o que é a Tabela Fipe, quem é responsável por ela e o que define os valores dos automóveis colocados na tabela.

O Fipe

O Fipe, sigla de Fundação Instituto de Pesquisa Econômicas, é uma instituição sem fins lucrativos, fundada em 1973, pelo Departamento de Ciências Econômicas da Universidade de São Paulo.

Além da “Tabela Fipe”, o Instituto é responsável por produzir importantes pesquisas econômicas, que alimentam dados para a composição de alguns dos índices mais importantes da nossa economia, como a Inflação, por exemplo.

Umas das principais vertentes do instituto são os índices que auxiliam o consumidor na hora da compra. Além da Tabela de automóveis, o Fipe ainda produz o índice FipeZap, que avalia o preço de imóveis, e o Fipe Buscapé, que avalia os preços de alguns produtos no comércio eletrônico.

A Tabela Fipe

Criada em 2001, a Tabela Fipe avalia o preço médio dos automóveis vendidos. A tabela leva em conta apenas veículos com modelo a partir do ano de 1985 para carros utilitários, do ano de 1981 para caminhões e do ano de 1990 para motos.

O índice acabou se tornando uma referência para compradores e vendedores de veículos usados. Atualmente, as negociações feitas entre compradores e vendedores leva em grande consideração o valor definido para o modelo e marca do automóvel na tabela e acaba por orientar ambos, quanto ao valor a ser praticado.

O uso da tabela é tão difundido, que seguradoras e concessionárias de carros usados utilizam os valores na tabela para avaliar o valor de um automóvel.

Os valores da tabela variam conforme a região, estado de conservação, cor, acessórios, entre outros fatores que podem influenciar no valor final do veículo.

A Fipe leva em consideração, para definição do valor base de um veículo, o modelo mais básico daquele veículo, considerando, a partir daí, os adicionais e demais condições, que podem aumentar ou reduzir o valor médio considerado para cada veículo.

Metodologia da Tabela Fipe

Porém, o que muitos desconhecem é como a Fipe levanta e define os dados de sua tabela.

O valor da Tabela Fipe reflete o preço de um automóvel, a partir dos valores levantados nos anúncios de outros veículos, da mesma marca, modelo e ano, no mercado.

A composição do valor final de um automóvel na tabela é o valor médio apurado em cada um destes anúncios. Para chegar ao valor que vemos nas tabelas, a Fipe exclui os valores muito altos e muitos baixos, de forma a excluir, desta forma, vendas que ocorreram por conta de uma necessidade financeira urgente do vendedor, por exemplo, que podem reduzir drasticamente o valor final da venda.

Além disso, são desconsiderados veículos para vendas especiais, como é o caso de vendas para frotistas, profissionais, governos, veículos blindados ou transformados, como ambulâncias e carros de polícia, já que os veículos vendidos nestas situações geralmente são vendidos com um preço mais baixo do que ao consumidor comum.

Veículos de fabricação própria, de colecionadores, para testes, de marcas não consolidadas no mercado ou que foram importados diretamente pelo comprador final, não são levados em consideração pela Fipe e, portanto, não estão presentes na tabela.

Portanto, a média apurada para cada modelo de veículo acaba por refletir o que o mercado indica que ele vale. No entanto, os valores na tabela são apenas para referência, sendo que o valor final do veículo pode variar conforme outras condições, como avarias sofridas ou melhorias realizadas.

A quilometragem e os acessórios extras também são levadas em consideração na hora de definir o valor de venda de um veículo, contudo, estas variações não devem ser tão discrepantes e o valor da tabela Fipe é um excelente ponto de partida para definir o valor de venda ou compra de um veículo.

Para consultar a Tabela Fipe, acesse o site http://veiculos.fipe.org.br/, selecione o modelo, marca e período de referência para o veículo desejado e tenha acesso aos dados da tabela para o veículo em questão.

Gostou das nossas dicas? Fique de olho no nosso blog para receber mais conteúdos e dicas.

//]]>