parallax background

Roma: Seu novo Destino

02/05/2017
 

D e todas as cidades históricas da Itália, Roma é a que exerce maior fascínio, já que oferece todo o tipo de ofertas para os turistas, seja de caráter cultural, turismo e lazer.

Para o viajante, o peso absoluto da história é o mais evidente. Em Roma, as diversas épocas apertam-se umas com as outras até um grau quase surpreendente. É tão variado e tão importante tudo o que nela podemos encontrar que seria difícil dizer o que ver. Por isso, é muito interessante dedicar alguns dias para visitar Roma, desfrutar de todos os seus cantos, com o tempo, enquanto ficamos na ampla oferta de hotéis e apartamentos em Roma.

Mas o mais recomendável, sem dúvida, é perder por Roma. Deixar que as ruas, os monumentos, os museus, a arte, a história... nos invadam e deixar-nos seduzir pelo passar dos séculos e o charme da capital da Itália.

São tantos os atrativos de Roma que não é fácil fazer um guia resumida dos melhores lugares, os monumentos que não se devem perder, ou os caminhos que satisfaçam o mais seleto da cidade. Da mesma forma que o metro tem poucas linhas, porque em cada escavação, saía à luz restos da antiga Roma-, qualquer passeio nos levará a algum lugar interessante, uma igreja, um mercado, uma exposição, uma perspectiva diferente de cúpulas das igrejas, etc...

O Que ver em Roma?

Nem sempre o mais visitado é o mais atraente, e os monumentos mais conhecidos de Roma estão cheios por um turismo que circula continuamente por suas ruas. A partir de então, se tivesse que fazer um top 10 das atrações. lugares e monumentos mais importantes de Roma, estes não poderiam faltar:

Coliseu De Roma

O coliseu é o monumento mais visitado e, claro, o mais indispensável, já que representa a magnitude do poder da Roma antiga. O espaço que ocupam os restos do fórum era o coração social, político e religioso da Roma republicana e o Império romano. O Monte Palatino era sagrado e lá estavam as residências dos imperadores.

Panteão

O Panteão é a construção mais grandiosas e melhor conservadas da Roma Antiga e onde repousam o pintor Rafael, e da família Saboia. Sua majestosa cúpula impressiona por suas dimensões (43,3 metros de diâmetro). No centro da cúpula abre-se um óculo por onde entra o sol, e a chuva, que se filtra por alguns buracos no chão.

Praça e Basílica de São Pedro

Dentro do Vaticano, encontramos um dos espaços mais grandes de Roma. Sua praça construída por Gian Lorenzo Bernini, entre 1655 e 1667 serviu durante séculos para reunir os peregrinos cristãos. De um lado os museus do Vaticano, com uma coleção de jóias inúmeras, entre elas a famosa capela Sistina. Presidindo a praça, a Basílica de São Pedro é considerado o templo mais importante do Cristianismo. Tanto no exterior como no interior, fundem-se as obras dos melhores arquitetos e escultores da época. As obras mais destacadas são a Piedade de michelangelo e o Baldaquino de bronze, de Bernini.

Piazza Navona

Sua forma elíptica não é casual, já que se encontra sobre o antigo estádio de Domiciano, onde se realizavam os jogos gregos, isto é, os jogos Olímpicos. A reforma a pedido do Papa Inocêncio II em 1644, deu lugar a um lugar mágico – mais se for de noite -, onde se destacam os edifícios barrocos da igreja de Sant Agnese e o Palazzo Pamphlij; e as fontes que articula o eixo principal como a dos Quatro Rios, no centro.

Fontana de Trevi

A imagem cinematográfica de Anita Ekberg banhando-se na Fonte de Trevi é um dos ícones turísticos de Roma, e onde vão todos os turistas para jogar uma moeda e certificar-se, assim, que voltarão um dia para a cidade.

Piazza Spagna

A escadaria de Piazza Spagna cheia de flores na primavera com a Igreja Trinita em alto e Vila Médica é outra das não poucas postais de Roma. Para os que querem fotografá-la sem pessoas há que dizer que ele é difícil.

Campidoglio

A piazza del Campidoglio foi concebida por o grande gênio de michelangelo, que não quis quebrar a harmonia com o Fórum romano e ideo um edifício, que complementa perfeitamente. Lá onde se instalou o templo de Jupiter hoje está a cidade de Roma e os Museus Capitolinos. Atrás do monumento Monumento a Vittorio Emanuele II abre a Piazza Venezia, sendo um lugar privilegiado para ver a cidade do alto.

São João de Latrão

A mãe de todas as igrejas. São João de Latrão (San Giovanni Laterano, em italiano) é a igreja, por excelência, de Roma (com a permissão de São Pedro do Vaticano). Constantino início em 313 e as sucessivas restaurações são mitigaron com a fachada barroca do século XVIII. Sua ampla praça permite admirar a sua fachada em muitos pontos. No interior o seu pavimento de mármore, o baldaquino gótico, o claustro e a decoração do interior é o mais importante. No exterior, há que prestar atenção para as enormes portas de bronze e a Scala Santa, que diz que veio do palácio de Pôncio Pilatos na Terra Santa.

Villa Borghese

O parque Villa Borghese, mistura os estilos de jardins italianos e franceses e os edifícios de corte inglês. Vale visitar a Galeria Borghese, com obras de Caravaggio, Rafael e Bernini.

Para os fãs de museus Roma é uma necessidade já que podemos encontrar a maioria das obras de arte que estudamos nos livros de texto do colégio. O mais econômico quando vamos visitar um par de museus é o cartão de turismo Roma Pass, que nos abaratará o custo, e evitará as filas (especialmente a do Vaticano).

Bairro do Trastevere

Só o seu nome evoca um sentimento boêmio, e é que em Trastevere, apesar de que o turismo tem-se transformado, ainda podemos sentir o encanto de uma vida algo afastada do barulho do outro lado do Tibre. Suas praças e seus recantos secretos podem mudar a perspectiva algo artificial que tem Roma com tanta gente e turismo.

Ponte Milvio

A ponte dos namorados viveu um êxtase com os milhares de cadeados que estavam pendurados em postes de iluminação e que finalmente foram retirados.

A Bocca della Veritá

Quem poderia dizer que um disco de pedra, com uma máscara grotesca esculpida estava a converter-se em um dos atrativos turísticos mais importantes de Roma. E é que as filas que se formam no pórtico da Igreja de Santa Maria in Cosmedin, onde se localiza a Bocca della Veritá (boca da verdade) costumam ser sérias. O curioso é que, graças ao filme Férias em Roma, esse lugar se tornarem moda.