Por que planejar a compra de uma moeda estrangeira

Por que planejar a compra de uma moeda estrangeira

Se você planeja viajar para fora do Brasil em breve, já deve ter pensado em aspectos como orçamento e roteiro. Mas já pensou em como vai levar dinheiro para o exterior? Sabe como é a compra de uma moeda estrangeira?

Este é um dos itens que não pode ficar de fora! Se você não pensar em quanto e como levar o dinheiro, seu orçamento total pode ser sugado em perdas significativas no câmbio e em taxas.

Planejar a compra de uma moeda estrangeira não é tão difícil e, para facilitar ainda mais, existem algumas dicas básicas que podem ser seguidas por quem não quer perder dinheiro. Preste atenção nelas para não passar aperto em sua viagem:

Dinheiro em espécie tem IOF menor

Mesmo com o aumento do IOF, frente aos cartões de crédito e débito, levar dinheiro em espécie é a modalidade que cobra menor valor.

Trata-se uma diferença bastante significativa, uma vez que a taxa de IOF em cartões é de 6,38% e em dinheiro em espécie é de apenas 1,1%.

Além do IOF, existem outras taxas que podem estar embutidas na negociação —sem contar as grandes diferenças na cotação da moeda entre casas de câmbio, bancos e outras instituições financeiras.

Planejamento ajuda a evitar riscos

Não poupe trabalho aqui no Brasil! Pesquise a melhor cotação antes de comprar. Faça um comparativo entre vários bancos e corretoras para fazer a melhor compra.

Se precisar trocar moeda no exterior, troque o mínimo possível em aeroportos, nos fins de semana e em lugares próximos às atrações turísticas. Descubra agências bancárias com setor de câmbio, pois a cotação sempre será melhor.

Evite trocar dinheiro em locais desconhecidos. O risco de ser enganado na cotação ou até receber dinheiro falso é grande. Na pior das hipóteses, há sempre uma casa de câmbio confiável nos aeroportos internacionais pronta para receber você. Mas analise bem a cotação destes locais, que tende a ser pouco vantajosa.

Antecipação pode garantir as melhores cotações

Quando estiver na fase de planejamento de sua viagem, faça uma estimativa de quanto precisará em dinheiro para deslocamento, alimentação, passeios, etc. Com esse valor em mente, é possível fracionar a compra ao longo dos meses que antecedem o embarque.

Inúmeros fatores fazem o preço de compra de uma moeda estrangeira oscilar, como o declínio econômico do país, a procura de muitos turistas em épocas de alta temporada, a dificuldade de encontrar moedas de baixa circulação, etc. Essas oscilações são sentidas imediatamente nas casas de câmbio.

Se você dividir a compra em vários lotes no decorrer dos meses e ficar atento à cotação, sentirá aos poucos a variação de preços  diferente de planejar uma viagem aos Estados Unidos com um ano de antecedência e nas vésperas do embarque descobrir que o dólar americano está custando R$ 3,20, quando algum tempo antes custava apenas R$ 2,80.

Agora que você já sabe a importância de planejar a compra de uma moeda estrangeira, assine a nossa newsletter e fique por dentro dos melhores conteúdos para organizar a sua próxima viagem!

//]]>