Planejamento financeiro: saiba o porquê ele é tão importante nas viagens

Planejamento financeiro: saiba o porquê ele é tão importante nas viagens

Com a crise financeira que estamos vivendo no Brasil, inflação alta e cortes nos gastos, fazer uma viagem internacional pode ser um sonho que parece muito distante neste momento, não é mesmo?

Não! A verdade é que, com muito planejamento é possível tudo, inclusive viajar para os Estados Unidos e fazer pagamentos em dólar! Não está acreditando? Então acompanhe nosso post de hoje e confira as dicas especiais que separamos para te motivar a fazer esta tão esperada viagem!

Como fazer um planejamento financeiramente para viagens

#1. Estabeleça metas

Este primeiro passo não tem muito a ver com dinheiro, mas sim, com foco! Quando você define uma meta para sua vida, trabalha incansavelmente para que ela seja batida. Perder alguns quilos, passar no vestibular, trocar de carro ou, então, viajar para o exterior.

Defina o destino e em quanto tempo você deseja realizar este objetivo. Depois disso, siga os próximos passos que vamos te mostrar e trabalhe duro para cumprir cada um deles.

#2. Coloque na ponta do lápis todos os gastos

Antes de saber quanto terá que guardar, você precisa saber quanto irá gastar. Por isso, faça pesquisas a respeito de seu destino com relação a valores de diárias, alimentação, transporte e também uma estimativa de preços da passagem.

Uma boa dica é tentar descobrir quanto gastaria em média por dia, assim, pode se programar bem de acordo com a quantidade de dias que tem disponível para a viagem e poderá elaborar um orçamento mais preciso.

#3. Defina uma quantia a ser guardada

Agora, pare e reflita sobre quanto você pode guardar por mês para fazer tal viagem. 10, 15, 20% do salário… Estabeleça uma quantia que não vá atrapalhar em suas finanças em tome como regra guardá-la todos os meses (lembre-se que se falhar, você pode comprometer sua meta).

Um boa dica é guardar este dinheiro em um local de difícil acesso – se você guardar na gaveta do quarto, por exemplo, corre o risco de acessá-lo quando precisar de verba para uma festa, ou jantar com amigos. Uma conta poupança já dificulta essas escapadinhas.

#4. Acompanhe a cotação

Esta dica é essencial para que você tenha uma noção maior de quanto vai gastar com a compra de dólares ou outra moeda internacional. Outra vantagem de acompanhar a cotação diariamente é que, quando o valor da moeda cair bastante, você não perde a oportunidade de trocar seu dinheiro por um preço mais baixo.

#5. Antecipe-se!

E essa dica vale para tudo! Quando você deixa as reservas em hotéis e compras de passagem para última hora, acaba pagando mais caro. Por isso, o quanto antes você puder fazer isso melhor. Além disso, quando está com a reserva feita, diminui suas chances de desistir do objetivo e gastar o dinheiro que já havia poupado em outra coisa.

Por fim, se está é sua primeira viagem internacional, você terá que correr atrás de alguns documentos como o Passaporte e, em alguns casos, o Visto. São processos chatinhos que podem levar algum tempo, por isso, quanto antes você iniciá-los melhor!

#6. Pense em como vai levar seu dinheiro

Existem algumas formas de pagar as contas na sua viagem que têm mais taxas, outras menos. Por isso, é importante que você pesquise e descubra qual a melhor – e mais barata – forma de levar dinheiro para sua viagem internacional. Neste post temos algumas dicas ótimas sobre este assunto!

Geralmente o planejamento financeiro é a parte mais chatinha na hora de organizar uma viagem internacional, no entanto, é um dos pontos mais importantes. Seguindo nossas dicas este processo pode ficar mais fácil e o desejo de viajar para outro país, ainda mais palpável!