O que é mais barato: levar dinheiro em espécie ou cartões e cheques?

O que é mais barato: levar dinheiro em espécie ou cartões e cheques?

Provavelmente você já se perguntou em algum momento qual o meio de pagamento mais barato em uma viagem para o exterior: levar dinheiro em espécie ou cartões e cheques?


Neste post vamos apresentar os prós e contras de cada um, para que você escolha qual é a melhor alternativa para a sua próxima viagem internacional. Confira abaixo:

Opção pelo dinheiro em espécie

Comprar moeda estrangeira no Brasil e levar o dinheiro em espécie para o exterior é, sem dúvida, a alternativa mais barata quando comparada às demais modalidades. Mesmo com a taxa a ser paga para a casa de câmbio, o dinheiro vivo tem o Imposto Sobre Operações Financeiras (IOF), bem menor: 1,1% contra 6,38%.

Ainda assim, fique atento a outras regras básicas. Pesquise bem as casas de câmbio antes, já que as taxas cobradas podem variar entre essas instituições.

Outra dica importante é pesquisar a moeda certa a ser levada de acordo com os países. Em algumas capitais da America do Sul, como  Buenos Aires, por exemplo, é possível levar dólares, já que são aceitos em diversos estabelecimentos e apresentam boa cotação.

Pesquise também se o melhor é fazer o câmbio da moeda no Brasil ou no exterior. Para ir para os Estados Unidos e alguns países europeus, o ideal é comprar os dólares ou euros em território brasileiro. Mas se você estiver indo para a África do Sul, o ideal é comprar os rands por lá.

Opção pelos cartões de crédito e débito

A primeira desvantagem dos cartões em relação ao dinheiro em espécie é o valor do IOF, que é bem mais alto. Além disso, ao realizar uma compra com cartão de crédito, a taxa cambial não será a do dia em que você fez o negócio, mas sim a do dia do vencimento de sua fatura.

Isso quer dizer que existe o risco de você pagar mais caro se houver uma alta da moeda do país em questão. E em tempos de muita instabilidade, essa estratégia pode ser um pouco arriscada.

Já o uso do cartão de débito não é aceito em muitos países, sendo possível utilizar apenas na função crédito. Nesse caso, você ficará restrito ao saque de sua conta corrente por meio de caixas eletrônicos. O valor será debitado de sua conta na mesma hora, mas você terá que pagar uma taxa para utilizar o caixa eletrônico, uma outra taxa para o seu banco, o lucro cambial do banco e os 6,38%  do IOF.

Opção pelo cheque

No Brasil os cheques já são cada vez menos utilizados, dando espaço para os cartões. No exterior acontece o mesmo movimento. Essa é uma modalidade que está caindo em desuso gradativamente e não é uma boa opção.

Certamente ao viajar para o exterior, a melhor opção em termos econômicos é levar dinheiro em espécie. Dessa forma, você terá grandes vantagens e terá um aumento no seu poder de compra.

E então, já se decidiu entre levar dinheiro em espécie ou cartões e cheques na sua próxima viagem? Então compartilhe o post com os amigos nas suas redes sociais!

//]]>