Moçambique, uma pérola no sul da África

Moçambique, uma pérola no sul da África

Moçambique é um país vivo e quente, punido tanto por uma colonização parasitária e destrutiva por parte dos portugueses, como por uma longa e sangrenta guerra civil que deixou o país praticamente destruído no final do século XX. No entanto, o seu povo, como bons sobreviventes, amam a vida e se contagiam com seu dinamismo e otimismo.

O calor de Maputo

Maputo é uma cidade caótica, como todas as capitais e grandes cidades africanas, mas tem um certo charme, tem um par de belos fortes e uma antiga estação de caminho de ferro e, acima de tudo, gente acolhedora. Para os que gostam da vida noturna Maputo é considerada a melhor da África do sul.

Arquipélago de Bazaruto

A partir de Maputo, um ônibus leva para a costa sul de Moçambique. Vilanculos é uma pequena aldeia de pesca em que as tudo acontece em um ritmo lento e não há turismo.Porém, está no caminho para as ilhas do arquipélago de Bazaruto. Este lugar é um dos melhores do mundo para o mergulho ao lado dos maravilhosos e enormes tubarões-baleia. As belas águas do Índico são cheias de vida e as ilhas, dunas, áreas verdes e longas praias desertas, são literalmente dos sonhos. Se optar por hospedar-se nas ilhas, ainda há poucas opções e são um pouco caras.

Ilha de Moçambique

O primeiro assentamento europeu na África e estabelecimento dos portugueses foi na Ilha de Moçambique. A antiga capital do país ainda possui um charme colonial de antigamente, mas com uma total e manifesta decadência. As antigas casas, fortalezas, igrejas e palácios permanecem em pé, mas foram ocupadas após a fuga dos portugueses em 1975 e apresentam um grande deterioração.

Na ilha é possível visitar o Palácio dos Capitães Generais, a capela de Nossa Senhora do Baluarte e o imponente forte de São Sebastião.

Moçambique é um lugar mágico e cativante. Sem dúvida, o país que marca todos os que o visitam em suas viagens.