Gorjeta: Saiba quanto pagar de gorjeta em vários países do mundo

Gorjeta: Saiba quanto pagar de gorjeta em vários países do mundo

Saber quanto pagar de gorjeta é uma das grandes dúvidas que assolam os turistas que viajam para os principais países do mundo diariamente.

Considerada um agrado pelo serviço prestado por garçons e bartenders, o valor da gorjeta, e as regras para seu recebimento, variam de acordo com o país.

Em alguns lugares, aliás, não pagar gorjeta é muito mal visto. Com tantas regras diferentes, é normal que o turista não saiba o que fazer.

Para ajudar a desvendar estes segredos, elaboramos um texto com informações sobre quanto pagar de gorjeta em diversos países do mundo.

Quanto pagar de gorjeta nas principais nações do globo

Um turista que visita o Brasil, por exemplo, descobre rapidamente o quanto pagar de gorjeta: 10% do valor da conta.

Embora o pagamento não seja obrigatório, se recusar a fazê-lo pode gerar caras feias do garçom e um atendimento ruim em visitas futuras, razão pela qual muitos aceitam pagar, mesmo que o serviço oferecido não justifique o custo.

Mas, em outros países, como isso funciona? Existe um valor fixo ou a gorjeta vai de acordo com a opinião que o turista tem sobre a qualidade do serviço prestado?

gorjeta no mundo

Índia

Embora seja culturalmente importante no país, não existe uma regra que determine quanto pagar de gorjeta. O valor varia de acordo com a capacidade financeira do visitante.

Pessoas ricas costumam ser mais generosas com os trabalhadores. Para não causar má impressão é fundamental dar gorjeta também a porteiros, empregados do hotel (mensageiros, camareiras ou aqueles que levam sua bagagem) e taxistas.

Turquia

O percentual que é pago de gorjeta no país varia de acordo com o porte do restaurante. Nos estabelecimentos mais simples, a gorjeta varia de 5% a 10% das contas.

Já em restaurantes de luxo, esse valor gira em torno de 10% a 15% do valor final da conta. Em hotéis, cada pessoa que presta serviços deve receber cerca de R$ 1 pela atividade.

Por outro lado, em táxis e bares as gorjetas não são esperadas. Por isso, caso deseje agradar o funcionário destes locais, é o frequentador quem define quanto pagar de gorjeta.

Estados Unidos

Embora exista um percentual básico definido para o quanto pagar de gorjeta, a variação da remuneração padrão (15% a 20% do valor da conta) informa ao funcionário a opinião sobre o serviço recebido.

Gorjetas que ultrapassem os 25% sinalizam que a qualidade do atendimento foi excelente. Entretanto, clientes que costumam não dar gorjetas costumam deixar os funcionários preocupados.

Neste caso, o turista pode ser questionado pelo funcionário que o atendeu se houve algum problema com o serviço.

Nos bares, assim como nos taxis, a gorjeta esperada é de US$ 1 por bebida e corrida, desde que a viagem não seja muito longa. Esse valor também é aplicado para trabalhadores de hotéis, a cada bagagem carregada.

Austrália e Nova Zelândia

Como os trabalhadores de bares e restaurantes costumam ser muito bem remunerados, os turistas que visitam estes dois países não precisam se preocupar em descobrir quanto pagar de gorjeta.

Inclusive, alguns garçons se sentem desconfortáveis com turistas que tentam pagar 10% a mais pelo valor da conta.

França

De acordo com a legislação do país, os restaurantes franceses adicionam 15% ao valor consumido. Como não existe um percentual definido de quanto pagar de gorjeta é o turista quem decide qual será o “agrado” dado aos garçons.

Em táxis, bares e hotéis a gorjeta não é obrigatória, mas os funcionários não se sentirão ofendidos caso recebam um pagamento extra por seus serviços.

Japão

Como os japoneses se orgulham da qualidade dos seus serviços prestados, dar gorjeta não é uma prática comum no país. Insistir dar gorjeta após receber um serviço é visto inclusive como uma ofensa.

Por esse hábito ser mal visto pelos trabalhadores japoneses, a maioria dos funcionários de hotéis, restaurantes, bares e taxistas não aceitam o dinheiro extra dado por turistas, com exceção de alguns guias turísticos.

Por isso, ao visitar o Japão, não se preocupe em descobrir quanto pagar de gorjeta, e preste atenção apenas no serviço recebido nestes estabelecimentos.

China

Assim como no Japão, aqui o turista não precisa se preocupar em descobrir quanto pagar de gorjeta pelos serviços recebidos. Em alguns lugares, aliás, dar gorjeta é proibido e considerado ilegal.

Porém, em algumas situações, os guias turísticos costumam aceitar o dinheiro extra, ou até mesmo alguns presentes dados por viajantes.

Áustria

O valor da gorjeta já vem embutido na conta, e costuma ser de 10% sobre o valor final. Se o turista desejar pagar algo a mais, a recomendação é aproximar o valor final da conta, dando sempre uma quantia a mais como pagamento.

Nos táxis, a gorjeta costuma ser de 10% por corrida, e nos hotéis o turista deve pagar um euro a mais por cada mala levada a seu quarto.

Croácia

Por não ser uma prática comum, os turistas não precisam se preocupar em descobrir quanto pagar de gorjeta. Porém, se quiser surpreender os funcionários que lhe atenderem, ofereça a gorjeta como um dinheiro extra.

Grécia

Assim como no Brasil, o pagamento de um valor extra é opcional e fica a cargo do turista decidir se e quanto pagar de gorjeta. Em bares, hotéis e táxis esse valor extra costuma ser pago em moedas.

Já em restaurantes o serviço costuma ser incluído na conta, mas a recomendação é de que os turistas ofereçam um pouco a mais, a parte, aos garçons ao pagar a conta.

Itália

Em restaurantes costuma ser cobrado 10% a mais ao valor final da conta. Embora não seja pedida em bares ou por trabalhadores de hotéis, estes profissionais esperam que o turista reserve um percentual e decida quanto pagar de gorjeta por seus serviços.

Espanha

Assim como nos Estados Unidos, na Espanha é muito simples para o turista descobrir quanto pagar de gorjeta.

Ao frequentar restaurantes, além do percentual de 5% a 10% cobrado pelo serviço, o turista deve incluir um valor a mais, em dinheiro. Nos bares, a gorjeta esperada é de vinte centavos de euro por drinque consumido.

Nos hotéis, esse valor é de um euro por bagagem carregada ou por serviço prestado no quarto. Já os taxistas não costumam pedir gorjeta, ficando a cargo do turista decidir quanto pagar.

África do Sul

Aqui é praticamente obrigatório que o turista dê gorjeta, pois a remuneração extra é vista como um sinal de gratidão pelo serviço recebido. Por isso, preocupar-se com o quanto pagar de gorjeta não é tão importante.

Egito

Embora não sejam obrigatórias, receber gorjetas é muito bem visto pelos trabalhadores do país, que preferem recebe-las em dólares.

Uma característica do lugar é quanto pagar de gorjeta. Alguns trabalhadores costumam reclamar com turistas mesmo depois de receber 10% a mais pelo serviço, pois é um costume do país dar dinheiro além deste percentual.

Cingapura

O pagamento de gorjetas em hotéis, atrações turísticas e restaurantes é desencorajado, pois muitos moradores do país não possuem renda extra para fazer este tipo de pagamento.

Porém a prática é mantida por turistas estrangeiros, que costumam dar 10% a mais pelo serviço recebido em restaurantes do país.

América do Sul

Na maior parte dos países da região o turista não terá qualquer problema em descobrir quanto pagar de gorjeta, pois em países como Argentina, Chile, Paraguai e Uruguai ela não é cobrada, mas o recomendado é deixar 10% a mais.

Já no Peru dar gorjeta não é comum, mas se o turista se sentir muito satisfeito com o serviço do garçom pode deixar os usuais 10%.

pagar gorjeta