Cartola FC: Dicas Para Se Tornar Expert no Cartola FC

Cartola FC: Dicas Para Se Tornar Expert no Cartola FC

Ninguém fecha uma boa escalação ou se torna expert no Cartola FC sem possuir uma boa pontuação. Toda vez que você se sentar para montar seu time, deve estar ligado e buscar fazer as melhores escolhas. A rivalidade dentro das ligas é um dos fatores que gera a competitividade e nos faz gastar muito tempo na busca pela formação perfeita para nossos times.

O Cartola FC é um jogo que vai exigir de você fatores, não predominantes, como a sorte. O segredo é saber escalar para poder se destacar. É importante lembrar também, que pontuar-se bem em determinada rodada não quer dizer pontuar alto, mas pontuar melhor que os outros participantes. Sempre haverá rodadas de alta e de baixa pontuação, isso é o que compõe o jogo. Fazer 100 pontos é excelente, mas fazer 50 pontos em uma rodada onde grande parte ficou na média dos 40 pontos também pode ser considerado um fator de vantagem.

Existem pontos que podem ser observados ao longo das temporadas. Não se trata de uma fórmula mágica para se tornar um expert no Cartola FC, até porque isso não existe quando se trata de futebol, mas existem dicas que apresentarei aqui, que uma vez seguidas pode te alavancar de nível no Cartola FC. São procedimentos importantes para pessoas que querem se sair bem sem depender da sorte.

  • Tenha uma visão geral

A primeira coisa a ser feita é estabelecer o favoritismo nos confrontos com base no momento de cada equipe, isto é, escolher seus jogadores e fazer uma leitura de todos os jogos da rodada. A base para sua escalação deverá ser fundada pelos melhores jogadores dos times, aqueles que apresentam uma maior chance de vencer em certa rodada.

  • Patrimônio apertado

Desde o início da temporada, a fase mais difícil é sempre o começo, pois o orçamento estará apertado e não lhe deixará formar grandes escalações. Desse modo, você precisa ficar com menos cartoletas do que seus outros concorrentes, por conta disso, vai melhorar o seu processo de escalação.

Durante as primeiras rodadas, sempre deixamos de fora alguns nomes que gostaríamos de escalar e ficamos em toda aquela hesitação. O mesmo ocorre em rodadas onde a maioria dos jogadores favoritos possuem um alto custo. Este é um problema que nos livramos quando passamos de 150 a 160 cartoletas, mas este é um número estimado que pode variar de ano para ano de acordo com todas as opções disponíveis.

Mas cuidado, você não deve ficar com menos cartoletas conforme o jogo for avançando.

  • Escolha os nomes

Existe uma ampla gama de opções para você escalar para certa posição, e pode passar horas e horas só escolhendo qual jogador você quer escalar e qual quer deixar de fora. Esta é uma situação não muito rara, mas de risco, pois aquele jogador preterido poderia ser o nome da rodada, nessa hora é necessário um pouco de sorte, mas sempre devemos buscar fazer a nossa parte.

Para evitar essa situação, você deve criar um ranking de importância entre todos os jogadores que considera ter potencial para fazer um bom papel na rodada. Essa classificação deverá ser feita conforme a média de pontos que cada atleta possui, na regularidade do jogador e até mesmo em seu feeling.

Outro fator de grande importância e que deve ser salientado na hora de fazer a comparação é a sequência recente de pontos de cada jogador. Geralmente você pode estar pensando em escalar certo jogador que possui uma boa média de pontos, mas que não fez uma boa performance nas últimas rodadas.

Você deve avaliar as situações que precedem as suas escolhas, como questões específicas para cada posição de seu time, desde goleiros até técnicos. Ressalte um ponto importante onde você deverá escolher os jogadores avaliando os critérios do Cartola, isto é, deve avaliar os jogadores que se saem bem em quesitos que dão mais pontos.

  • Goleiro

Este é um setor chave, geralmente o goleiro pode ser o diferencial em determinada escalação, pois se trata de uma posição que costuma possuir grandes discrepâncias de pontuações dentre de determinadas rodadas. Muitos optam por escalar goleiros apenas pela possibilidade de não sofrer um gol, porém, as maiores pontuações são obtidas por meio da realização de defesas mais complicadas e não pela manutenção do saldo de gols que um goleiro possui. Isso costuma ocorrer com uma maior frequência em jogos fora de casa, pois nessa situação eles costumam ser mais exigidos.

Uma boa combinação é escalar o goleiro com critérios de escolha definidos com base nas possibilidades de cada rodada. Pensar em escolher um goleiro somente pensando em não sofrer gol não é uma das melhores estratégias. A ideia é juntar o saldo de gols com defesas mais complicadas, pois os melhores goleiros tendem a se destacar nisso.

//]]>