As 6 viagens de trem mais bonitas do mundo

As 6 viagens de trem mais bonitas do mundo

Certeza que você já ouviu algumas vezes, isso de que o meio de transporte mais romântico é o trem e que não existe viagem mais agradável do que o que se faz sentado em uma poltrona em alguma das lendárias linhas ferroviárias. Não vamos negar, viajar de trem tem o toque romântico e aventureiro, que não têm outros meios de transporte, talvez, mais rápidos e confortáveis.

Estamos apaixonados por aquela sensação de nostalgia que te invade ao ver a vida passar como em câmera lenta, além de sua janela. Se, além disso, temos a sorte de cruzarmos com paisagens espetaculares, a viagem vai se tornar em uma experiência inesquecível. Hoje vamos contar quais são os 6 viagens de trem mais bonitas do mundo.

Transmongoliano

Se falamos do Transiberiano, essa mítica linha de trem que cruza os 9289 quilômetros que unem Moscovo com o Vladivostok, não será de todo estranho. No entanto, nem todo o mundo sabe que em uma das paradas deste curso, mais especificamente na de Ulan-Udée, você pode começar outra jornada épica: o Transmongoliano, que chega até a cidade chinesa de Jining, passando pela Mongólia. Sem dúvida, um de nossos sonhos de viagem.

Voando sobre as nuvens

Continuamos na China, já que a partir de sua capital, Pequim, sai outro as viagens de trem mais bonitas do mundo. Não é outro que o trem que viaja até Lhasa (Tibete): 3753 quilômetros que percorrem sete províncias em cerca de 43 horas, tempo que vai passar voando. E nunca melhor dito, já que o trecho que vai desde Golmud a Lhasa é conhecido como “caminho do céu”, por ser dos mais elevados do mundo e te ensinará paisagens alucinantes.

Bergensbanen

Com a próxima viagem mudamos completamente de cenário, mas continuamos nas alturas: o Bergensbanen liga as cidades norueguesas de Oslo e Bergen, passando pelo planalto mais elevado de toda a Europa. O trajeto é de tirar o soluço já que durante os 500 quilômetros, cruzando paisagens de fábula: fiordes, rios, geleiras, montanhas e muita, muita beleza.

Rocky Mountaineer

Esta rota de 956 quilômetros vai desde Vancouver, Calgary e atravessa uma das paisagens mais surpreendentes do planeta, repleto de montanhas, cânions, lagos, penhascos, rios azuis, túneis em espiral… e se você tiver sorte, você pode ver até ursos pardos! Não por acaso, esta linha sempre aparece nas listas dos melhores viagens de comboio de todo o mundo.

Terras altas do Sri Lanka

Este percurso não se destaca por ser especialmente longo, mas não é nada chato: a alegria dos cingaleses e a beleza natural das terras altas do Sri Lanka te roubam um pedaço do coração, eu te diz que o fez por duas vezes e que sonha com o que venha a terceira! Esse trem sai da cidade budista de Kandy e chega até a aldeia Dela. Durante a viagem irás passando por quilômetros e quilômetros de montanhas e plantações de chá. Tudo num êxtase de verde.

Indian Pacific

Não se deixe enganar pelo nome. De fato, nada tem a ver com a Índia. Pensa um pouco mais e darás em claro. Muito bem: você tem que ver com dois oceanos: o Índico e o Pacífico. O Indian Pacific é um trem que vai desde a cidade australiana de Perth até a famosa Sydney, em uma viagem que cruza todo o país de costa a costa (4352 km).

Antes de tomar qualquer um destes trens, não se esqueça que há uma moeda diferente em curso em cada um dos países que vai visitar.