A importância do Seguro Viagem

A importância do Seguro Viagem

Você tem medo de não saber como reagir no caso de que algum de seus piores pesadelos como viajante se tornem reais?

Alguns dos medos mais comuns entre as pessoas na hora de viajar estão relacionados com doenças, acidentes, furtos e, acima de tudo, com o não saber se são capazes de reagir ante eventuais adversidades que possam surgir.

A realidade é bem diferente e, antes de tudo, você deve aceitar que a maioria dos medos que estão impedindo de cumprir seus sonhos aventureiros são, em parte, infundados e as chances de que eles se tornem realidade são, em sua grande maioria, ridículas.

Mas, tal como os americanos dizem, shit happens, o que torna impossível prever os desafios e obstáculos que a vida, ou neste caso, a viagem, colocará em seu caminho.

O que, sim, vai depender de ti será a preparação prévia e a forma como irá lidar com este tipo de situações indesejáveis para todos os viajantes. Felizmente, quase todos os problemas que você possa ter durante sua viagem têm solução e se resolvem facilmente com um bom seguro de viagem.

Quais são os aspectos mais importantes que deve ter em conta antes de contratar o seu seguro de viagem?

Um viajante em sua última viagem pela Tailândia, teve que pedir ajuda a sua companhia de seguros em três ocasiões diferentes em menos de duas semanas, por conta da alimentação do país que o fez mal. Dizem que os problemas nunca vêm sozinhos e foi exatamente isso que aconteceu.

Por sorte, esse viajante possuía um seguro viagem! Nenhum dos incidentes repercutiram seriamente em sua saúde, mas se ele não tivesse o seguro, todas as despesas com hospitais teriam que ser arcadas do seu próprio bolso.

Tal como acabei de dizer, a maioria de imprevistos que possam surgir durante a sua aventura se resolvem com um bom seguro de viagem. Pensar que nunca te acontecerá nada, é um erro grave! Esse pensamento pode se transformar em seu maior pesadelo quando chegar a hora da verdade.

Ainda utilizando esse mesmo caso, o viajante conta outro ocorrido:

Na minha última viagem para a Tailândia, meu parceiro e eu decidimos alugar uma moto para explorar a ilha de Ko Phangan à vontade.

Carta de condução internacional na mão, capacete na cabeça e a vontade de aventura ao máximo. No entanto, no momento menos esperado, a moto derrapou e ambos acabamos revolcados pelo asfalto e paralisados pelo medo de que algo de grave tivesse nos pode acontecer.

Felizmente para nós, a queda “apenas” nos causou algumas feridas e queimaduras nas pernas e costas, mas estas nos obrigaram a nos hospedar durante duas semanas em um hotel localizado o mais próximo possível de um centro médico.

Visitas diárias ao hospital para limpar as feridas a fim de reduzir o risco de infecção passaram a fazer parte de nossa rotina de viagem.

A tranquilidade de ter alguém que lhe cubra não pode ser trocada por nada. E não, isso não significa que me tenha tornado mais conservador e recusar qualquer convite à aventura.

Dicas para contratar um seguro viagem

Antes de contratar o seu seguro de viagem de uma boa olhada no resumo de coberturas, escolha de acordo com o tipo de viagem que fará. O seguro de viagem não é nenhum brinquedo e você agradecerá por estar informado, caso tenha que recorrer a ele.

//]]>