8 Razões para se apaixonar por Split na Croácia

8 Razões para se apaixonar por Split na Croácia

Diz-se que a Croácia é um dos mais bem guardados tesouros do Adriático e ainda hoje é um destino muito mais popular do que há alguns anos, este cantinho da costa da Dalmácia continua a ter um encanto especial que o turismo não conseguiu arrancar. Split, principal cidade da Dalmácia e a segunda mais habitada do país, é um exemplo claro.

Com uma mistura de arquitetura medieval, vestígios romanos e ilhas com praias paradisíacas, Split é uma amostra de como foi o Mediterrâneo em outra época. Girando em torno do Palácio de Diocleciano, o seu monumento mais importante, o centro histórico de Split é um Patrimônio da Humanidade e um lugar que convida a se perder entre suas praças, esplanadas e ruas estreitas. Estas são as 8 razões para se apaixonar por Split.

Pontos turísticos em Split, Croácia

1. Passeio marítimo Da Riva

Um dos pontos nevrálgicos de Split é a sua elegante avenida que leva o nome Da Riva. Esta via de pedestres, que oferece uma vista de todo o porto, foi construída no início do século XIX, com a demolição das muralhas e com o passar do tempo, foi adquirindo um toque distinto e elegante, com a chegada de restaurantes, esplanadas, cafés e suas características palmeiras. Sem dúvida alguma, é o lugar para ver e ser visto em Split.

2. Centro histórico de Split

Concorrido em todas as horas, o centro histórico que é Património da Humanidade desde 1979, despede-se de um charme sem igual e uma estética medieval que transporta o visitante para outras épocas. Passeie pelas ruas estreitas da cidade velha é imprescindível, especialmente pelos arredores do Palácio de Diocleciano, estrutura que domina o cenário de Split, a qual começou a crescer em torno da antiga casa de repouso do imperador romano, entre os séculos III e IV d.C. Construído com a mesma pedra calcária branca que usou no palácio, suas ruas e paredes brilham de uma maneira muito particular, seja de noite ou de dia.

3. Palácio de Diocleciano

Depois de sua renúncia voluntária, como imperador Diocleciano escolheu este local para sua residência de descanso, um enorme palácio de 38 000 metros quadrados, com muralhas de alturas entre 15 e 20 metros, 16 torres de vigilância e até um aqueduto próprio para dotá-lo de água. Uma fortaleza protegida, que só tinha 4 portas de entrada, fortemente guardados: a Porta de Ouro, a Porta de Bronze, a Porta de Prata e a Porta de Ferro.

Em sua época de esplendor, as muralhas do Palácio de Diocleciano, chegaram até o mar, para facilitar o abastecimento de mercadorias por meio da via marítima e estava dotado de todo o tipo de luxos. Atualmente, só se conserva uma sombra do que foi o palácio, já que a estrutura sofreu todo o tipo de mudanças e reformas. No entanto, ainda se podem ver algumas das portas e torres, assim como o Templo de Júpiter, o Mausoléu de Diocleciano e o Peristilo. Não deixe de visitar o Museu Arqueológico de Split, o mais antigo da Croácia.

4. Catedral de São Duje

A reconhecerá pelo seu alto campanário, o que se pode ver a partir de praticamente qualquer ponto da cidade de Split. Localizada dentro do complexo do Palácio de Diocleciano, a principal catedral de Split foi transformada em templo católico durante o século VIII. Uma visita à torre do campanário é muito recomendável devido as vistas incríveis da cidade velha. No entanto, não é recomendado para os que sofrem de vertigem, já que se trata de um upgrade por uma pequena escada de metal que se formou ao perímetro do campanário, que é completamente oco.

5. Praça da República

A Praça da Prokurative é um dos espaços mais representativos da cidade de Split. Inspirada na Praça de São Marcos de Veneza, os pórticos e os seus vermelhas fachadas deixam ver a marca da influência que teve o domínio estrangeiro na cidade, primeiro sob o mandato de Veneza e, posteriormente, o napoleão, o austro-húngaro. A praça ganha vida no verão, quando as suas esplanadas enchem-se, o sol brilha e ilumina as cores vivas de suas fachadas.

6. Bairro de Veli Varos

Muito perto da Praça da República, dá-se o início deste pitoresco bairro, o qual se localiza no sopé da colina Marjan, um dos acidentes geográficos mais importantes da cidade de Split. Veli Varos é um dos bairros mais antigos e, no passado, um dos poucos recursos de Split, o primeiro dos que foram construídos fora dos muros da cidade até o século XII. Para percorrê-lo, nada melhor do que começar a subida da colina por suas sinuosas ruas e descobrir pequenas jóias da arquitetura popular da região da dalmácia, bem como restaurantes de comida tradicional.

7. Colina Marjan

Localizada no extremo mais ocidental da península de Split, esta colina é um enclave estratégico que oferece uma vista privilegiada da cidade e de seu entorno. Com uma subida suave e sem dificuldades ao longo do bairro de Veli Varos, aqui você vai encontrar diferentes pontos de observação pelo caminho e o Café Mariani, onde você pode experimentar uma cerveja refrescante croata, comer ou tomar um lanche no meio da tarde.

Embora os preços costumam ser um pouco mais caros do que no centro, só pela vista vale a pena. Croácia pertence à União Europeia, mas a moeda é a coroa (você pode alterá-lo na Câmbio). Se você pretende viajar a Split, recomendamos fazer seu câmbio de moeda antes de chegar ao país, inclusive se estiver utilizando dólares.

8. Porto de Split

Split é um dos maiores portos do Adriático (o maior da Croácia, e o terceiro da Europa) e às suas costas chegam infinidade de cruzeiros, mas apesar de viagens para Split em avião ou barco, uma visita ao porto é muito recomendável. Existem vários lugares com encanto, onde é possível ficar a ver o pôr-do-sol, enquanto se acendem as luzes no calçadão e se cercam os barcos de pescadores.

Se optar por se deslocar de carro, pode ainda visitar uma das ilhas paradisíacas próximo a Split como Brac (onde se encontra a famosa praia de Zlatni Rat) ou Hvar, e levar o seu carro no ferry.

praias slipt croacia

 

//]]>