4 razões para você não fazer o câmbio no exterior

4 razões para você não fazer o câmbio no exterior

Pensar no câmbio. Esta talvez seja uma das etapas mais desgastantes durante o planejamento de uma viagem internacional. Primeiro é preciso certificar-se de qual moeda você vai precisar, exatamente. Muitos podem achar bobagem, mas este tipo de confusão acontece e prejudica muita gente por aí.

Ao chegar em Londres, por exemplo, é preciso ter em mãos a Libra Estrelina e não o Euro, como muitos pensam. Por isso, esteja certíssimo sobre a moeda que vai precisar. Depois, chega a hora dos cálculos. “Quanto será que eu vou precisar para passar 15 dias fora?”.

Pois é, é bom calcular tudo tim-tim por tim-tim e, caso você seja de humanas, conte com alguém expert em contas matemáticas para te dar uma mão nessa etapa.

Por fim, chega então a hora de fazer o câmbio, trocar a bufunfa, comprar a moeda. Mas isso você deixa pra fazer quando chegar lá, correto?

Errado!

Por que fazer o câmbio ainda no Brasil?

#1. Porque você já vai precisar da moeda estrangeira logo no aeroporto

Seja para comprar uma garrafinha de água, um sanduíche ou para pegar um táxi. Mesmo que você planeje usar o cartão de crédito ou débito durante toda a viagem, é imprescindível que você tenha uma boa quantia em espécie para possíveis emergências – e elas podem começar já no aeroporto.

“Mas eu posso fazer o câmbio ali mesmo, não posso?” Pode, mas…

#2. As casas de câmbio no aeroporto cobram bem mais

Pode ter certeza que se você deixar para fazer isso ali, vai sair perdendo dinheiro – e não é pouco. E também não podemos culpá-las. Pela alta demanda de compra que existe ali, elas aproveitam para lucrar mais.

#3. Negociar em outra língua pode ser complicado

Quando você compra aqui no Brasil tem a oportunidade de conversar com a pessoa que está te vendendo (mesmo que online), negociar, entender mais sobre a oscilação dos preços e muito mais.

Do contrário, você pode ser ludibriado por vendedores mal intencionados e, inclusive, comprar moeda falsa se não souber identificar o papinho do atendente.

#4. Comprar tudo de uma vez, definitivamente, não é legal

É preciso entender que fazer o câmbio todo de uma vez só não é vantagem pra ninguém. Isso porque o valor das moedas, seja dólar, euro ou libra, oscilam diariamente.

Comprando pouco a pouco você pode aproveitar para fazer a compra nos dias em que ela estiver mais baixa. É lucro certo. É comprar mais com menos. Pense nisso.

E então, convencido de fazer o câmbio fora do país não é a melhor opção para sua viagem? Tudo bem que esta pode ser a parte mais chatinha na hora de planejar sua viagem, mas ela é fundamental e merece tanta atenção quanto as outras.

Por isso, comece suas pesquisas de cotação o quanto antes para que consiga encontrar sempre os melhores preços para trocar sua moeda. E se precisar de uma ajudinha conte com o Bidollar.

No Bidollar, além de cotações em tempo real, você encontra os melhores preços de moeda perto de sua casa! Acesse e descubra!