3 passos para calcular os gastos que você terá na sua viagem internacional

3 passos para calcular os gastos que você terá na sua viagem internacional

Planejar uma viagem internacional é, definitivamente, algo muito gostoso de fazer. Roteiros, destinos, restaurantes, pratos típicos… É tudo muito divertido até que chega a hora de calcular os gastos.

É fato que o brasileiro anda com o orçamento mais apertado desde o início da tão falada crise econômica. Exatamente por isso, nunca foi tão importante sabe com antecedência quando se vai gastar em uma viagem para que o orçamento inicial não saia dos limites.

Pensando nisso, trouxemos este post como um pequeno guia de castos diários. São informações simples, mas que te ajudarão a ter um panorama completo sobre seus gastos durante a viagem internacional. Vamos lá?

Passo a passo para calcular os custos de uma viagem internacional

Primeiro: a passagem

Neste momento você tem duas opções: incluir ou não o valor da passagem nos custos da viagem. Há quem trate esse valor como um extra por se tratar de um valor maior e que geralmente é desembolsado bem antes do embarque. Mas há também aqueles que preferem incluí-la no orçamento. Se esse é o seu caso, comece adicionando na lista, então, o valor da passagem.

Segundo: vamos aos gastos diários

E os gastos diários incluem basicamente: hospedagem, alimentação e transporte. Ok, agora vamos ser mais práticos.

Se você tem alguém para te hospedar no exterior, ótimo. Então esse custo será zero. Caso contrário, faça uma pesquisa pelos hotéis, hostels ou mesmo casas no Airb&b que te agrade mais e anote na planilha o valor da diária. Se você vai dividir o quarto com alguém, por exemplo, pode anotar somente a parte que vai pagar.

Depois passamos para a alimentação – e esse passo talvez exija mais pesquisa. Pesquisar o site dos mercados locais, restaurantes ou mesmo conversar com pessoas que moram ou já viajaram para este local pode te ajudar a ter uma noção de quanto custa, em média, cada refeição por lá.

É importante, também, que você faça um cálculo para as três refeições principais do dia: café da manhã, almoço e jantar.

Por fim, chegamos na parte dos transportes. Ela exige pesquisas mas não tantas como na parte da alimentação. Fazendo buscas com termos como “valor do transporte em Berlim”, por exemplo, você já consegue ter uma noção dos gastos.

Depois disso, pense em seu roteiro de passeios, e tente calcular quantas passagens de metrô ou corridas de taxi serão necessárias por dia. Uma boa dica é comprar bilhetes únicos de viagem, que te permitem rodar o dia inteiro de metrô pagando apenas uma taxa.

Ah, e se você vai conhecer mais de uma cidade durante a viagem internacional, não se esqueça de incluir o valor das passagens, sejam elas de avião, trem ou ônibus.

Por fim: os gastos extras

Chegou a hora de anotar o orçamento para os gastos extras. E eles podem ser:

  • Entrada para atrações turísticas;
  • Jantares em restaurantes mais caros;
  • Compra de lembrancinhas;
  • E até mesmo peso extra de bagagem.

Próximo passo: Organizando as informações

Depois de ter pesquisado sobre a média de todos estes valores, pode ser muito útil – ou mesmo fundamental – organizar todas estas informações.

Para isso, você pode criar uma planilha dividida com cada um dos dias da viagem e contendo as seções de hospedagem, alimentação, transporte e extras. Depois você soma separadamente os gastos de cada dia, e por fim, faz a soma geral. Algo semelhante à imagem abaixo, mas sendo personalizado para seu caso.

Dica final: fique de olho na cotação

Por fim, para saber com mais precisão quanto será seu gasto com a viagem internacional, é fundamental que você acompanhe a cotação da moeda local.

Para isso, conte com ferramentas como o Bidollar, que fornece informações em tempo real e te envia mensagens por SMS.

E se restou alguma dúvida sobre os cálculos que te mostramos aqui hoje, não deixe de entrar em contato! Até a próxima! 

//]]>